Como se candidatar para universidades portuguesas que aceitam o ENEM

Para além da histórica Universidade de Coimbra e da Universidade da Beira Interior, este ano, também a Universidade do Algarve, no sul de Portugal, está selecionando estudantes brasileiros através do ENEM. Quer saber como se candidatar? Acesse mais detalhes abaixo.


Onde estudar em Portugal usando o ENEM?

São três as instituições de ensino superior lusas aceitando a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em 2015. Duas delas, a Universidade do Algarve (Ualg) e a Universidade de Coimbra, firmaram, no ano passado, uma parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), associada ao Ministério da Educação, para que os alunos brasileiros possam utilizar a nota do exame ao candidatar-se para os seus cursos de Graduação. A Universidade da Beira Interior (UBI) também inclui o resultado ENEM entre os requisitos de candidatura para os seus cursos superiores.

Universidade do Algarve

Como o próprio nome indica, a Ualg está localizada em um dos destinos de férias mais populares de toda a Europa. No entanto, o Algarve não é apenas conhecido pelas suas belas praias ou pelas badaladas festas de verão: a região é, também, um paraíso grastronômico e um recanto acolhedor, pelas suas pequenas vilas, cidade e respetivos residentes, que sabem como bem receber os turistas e alunos internacionais. Para além das três unidades em Faro, a principal cidade da região, a Universidade do Algarve conta ainda com um pólo em Portimão, um dos lugares mais dinâmicos e que mais atrai visitantes, empreendedores e estudantes de turismo em todo o país.

Universidade de Coimbra

Uma das mais respeitadas instituições de educação superior de Portugal, a Universidade de Coimbra é também reconhecida por ser a mais antiga universidade portuguesa e uma das mais antigas da Europa, tendo formado muitos ilustres e acadêmicos nacionais, alguns dos quais foram ou são aí professores. Para além da universidade, eleita Patrimônio Mundial da UNESCO, também a cidade de Coimbra é um importante símbolo nacional, pelo seu ambiente e tradições acadêmicas, como também pelo fado de Coimbra – estilo musical tipicamente famoso da cidade -, e pela sua localização centralizada, entre o Porto e Lisboa e a uma curta distância das praias da costa oeste.

Universidade da Beira Interior

A UBI está localizada na cidade de Covilhã, na região centro de Portugal, que se estende por uma das encostas da Serra da Estrela, a maior elevação de Portugal Continental e a única com uma estação de esqui no país. Por este motivo, a cerca de uma hora de carro de Espanha e duas de Lisboa, a cidade é um popular destino para os amantes de esportes de montanha nacionais e internacionais, quer no inverno, quer no verão. Para os estudantes que gostam de natureza e de explorar novas paisagens, vivendo em um lugar de forte dinâmica universitária, esse é o destino ideal.

 

Por que vale a pena estudar em Portugal?

Primeiro que tudo: a experiência de estudar fora, em um país com tanto de semelhante como de diferente do Brasil. Para além dos atrativos turísticos e culturais de cada um dos três destinos de estudos que já mencionámos, Portugal tem muitos outros lugares para descobrir e que estão a uma curta distância de trem, ônibus ou carro (ou até de avião) – uma das vantagens de viver sua aventura de intercâmbio em um país pequeno mas diversificado.

Apesar das semelhanças entre a cultura portuguesa e a brasileira que já conhecemos, existem particularidades regionais em Portugal que só quem vive e mergulha completamente na cultura e comunidade locais acaba conhecendo. Quer você decida estudar no Algarve, em Coimbra ou em Covilhã, você sempre encontrará diferente gastronomia, diferentes paisagens naturais, diferentes tipos de música tradicional, festividades e estilos de vida. O melhor de tudo é que você pode experienciar tudo isso em segurança, em um ambiente relaxado e com todas as conveniências e recursos que um país europeu desenvolvido oferece.

Dizem os estudantes que é em lugares como estes, fora dos grandes centros urbanos e com um maior espírito de comunidade, que se vive verdadeiramente a tradiação acadêmica portuguesa, com eventos sociais ao e acompanhamento dos “calouros” pelos alunos mais velhos ao longo de todo o ano – qualquer estudante se sente acolhido. Para além disso, as próprias universidades disponibilizam um serviço de tutoria ou de assistência para estudantes internacionais.

E, falando em Europa, estudando em Portugal você ganha um diploma de Graduação ou Pós-Graduação reconhecido por toda a União Europeia. Se você quer continuar seus estudos ou trabalhar em um outro país europeu após terminar o seu curso em Portugal, isso irá trazer-lhe mais oportunidades e menos burocracia na hora de traduzir os resultados e mostrar as suas competências.

Outra das vantagens de estudar em Portugal são os custos mais reduzidos do que em outros países europeus: não apenas as mensalidades dos cursos de ensino superior podem ficar por menos de metade do que na generalidade dos países da Europa Ocidental – comparando, por exemplo, com o Reino Unido, França, Alemanha e até com a Espanha –, como também tem um custo de vida bem mais baixo, que lhe permitirá economizar em comida e outros gastos do dia-a-dia. Para além disso, algumas universidades têm bolsas de estudos e outras opções de financiamento disponíveis para os estudantes internacionais. A Ualg, por exemplo, reduziu o valor da anuidade para incentivar a vinda de estudantes brasileiros.

Depois, tem ainda a diversidade de cursos à escolha, nos níveis de Graduação e Graduação com Mestrado integrado. Pensa que Portugal é um bom destino apenas para estudar turismo, ciência ou tecnologia? Artes, arquitetura, economia, ciências sociais, saúde e ambiente também são áreas concorridas no país, sendo que a maioria das universidades apresenta uma oferta bastante variada, com cursos nestes e outros campos de estudo, distribuídos pelas respetivas faculdades ou pólos.

 

Como e onde se candidatar?

As candidaturas realizam-se através da internet: basta preencher o seu cadastro no site da universidade onde pretende estudar, juntando os documentos solicitados. Apresentando os resultados do ENEM (de 2012, 2013 ou 2014 se estiver se candidatando para o ano letivo de 2015/2016), você não precisa fazer nenhuma outra prova de ingresso. Todos os prazos, passos a seguir e os requisitos necessários da candidatura estão claramente especificados na página de cada instituição.

  •  A UBI está com candidaturas abertas para Graduação até 1 de julho; os resultados são divulgados oito dias depois. Para quem não conseguir registrar-se a tempo, serão disponibilizadas mais duas fases para candidatura: uma entre 6 e 28 de agosto e outra entre 14 dezembro de 2015 a 20 de janeiro de 2016. Atenção que essa última fase, como pode conferir na data, é válida apenas para admissões no 2º semestre (que se inicia em março), sendo cobrado metade do valor anual do curso. Encontre todos os detalhes e cadastre-se aqui.
 
  • Na UC, até 13 de julho, os estudantes brasileiros querendo estudar em Coimbra já este ano têm a sua última chance para registrar-se para os programas de Graduação através do ENEM; os resultados são divulgados no final do mês. No ano passado, cerca de 100 alunos foram admitidos na UC. Pode acessar a lista completa de documentos necessários e fazer a sua candidatura online através da página da UC.
  • Na UAlg, os estudantes brasileiros poderão inscrever-se de 2 a 17 de junho, a terceira fase de seleção. Saiba mais e cadastre-se aqui. Este é o ano da estreia da UAlg recebendo alunos através do ENEM. A primeira fase de candidaturas foi em março e, entre 60 candidatos, 48 foram admitidos; a segunda fase terminou em maio. Convém adiantar que a UAlg exige um mínimo de 500 pontos na redação e de 475 pontos em cada uma das provas objetivas do ENEM.

 

Créditos: Universidade de Coimbra; Universidade da Beira Interior; Universidade do Algarve.