Estude na Suíça

Com um sistema educacional de prestígio, mensalidades baixas e alto padrão de vida, os estudantes estão migrando para a pitoresca Suíça.

Sobre a Suíça

Popular entre as pessoas que querem estudar no exterior, a Suíça é um pequeno país localizado no coração dos Alpes, na Europa Ocidental e Central.

Abrangendo a intersecção da Europa germânica e românica, a Suíça é composta por quatro principais regiões linguísticas e culturais: alemã, francesa, italiana e romana. Embora a maioria da população fale alemão, a identidade nacional suíça está enraizada em um fundo histórico comum e com valores compartilhados, incluindo democracia, neutralidade armada e apreciação dos Alpes.

A Suíça é um dos países mais desenvolvidos do mundo, com a maior riqueza nominal por adulto e o oitavo produto interno bruto per capita mais alto. A Suíça está no topo ou perto do topo global em várias métricas de desempenho nacional, incluindo transparência do governo, liberdades civis, qualidade de vida, competitividade econômica e desenvolvimento humano. Zurique e Genebra estão entre entre as principais cidades do mundo em termos de qualidade de vida.

A Suíça possui um dos sistemas de ensino superior mais prestigiados da Europa e abriga algumas das melhores universidades do mundo. Além disso, se você quiser aprender uma segunda língua, esse é um ótimo lugar para estudar, graças à população multilíngue.

Em suas horas livres de estudo, você poderá explorar as maravilhas e um país considerado como um dos mais bonitos do mundo. Os Alpes dominam uma grande parte da paisagem do país, mas você também poderá desfrutar de uma paisagem cultural abundante. Festivais de música, visitas a teatros e museus são comuns, nos meses de inverno você terá a oportunidade de participar de esportes como esqui, hóquei no gelo e patinação. A Suíça também é famosa por sua culinária, incluindo cafés, chocolates e queijos.

Cidades

Zurique

Além de ser a maior cidade da Suíça, Zurique é um dos principais centros financeiros do mundo e sede de diversas grandes corporações internacionais. A mistura de edifícios históricos e modernos da cidade está situada em um cenário impressionante de colinas e montanhas, com o deslumbrante Lago de Zurique nas proximidades. A principal língua nesta parte da Suíça é o alemão.

As universidades de Zurique incluem duas das melhores avaliadas da Suíça: a ETH Zurich (Instituto Federal Suíço de Tecnologia) e a Universidade de Zurique.

Lausanne

Como Zurique, Lausanne tem uma localização deslumbrante à beira do Lago de Genebra. Lausanne é conhecida por sua arquitetura medieval histórica, uma grande catedral gótica no centro, bem como a proximidade de resorts de esqui e uma cena artística vibrante.

Com sede na região de língua francesa da Suíça, Lausanne também tem uma longa associação com as Olimpíadas, abrigando o Comitê Olímpico Internacional, bem como um museu dedicado aos Jogos Olímpicos. Ela sediará as Olimpíadas de Inverno da Juventude de 2020. Graças aos muitos turistas da cidade, bem como a uma grande população estudantil, Lausanne também é famosa por sua vida noturna.

As universidades mais conhecidas de Lausanne são a Ecole Polytechnique Fédérale de Lausanne e a Universidade de Lausanne.

Genebra

Genebra é mais conhecida como o palco internacional da diplomacia, com uma grande base das Nações Unidas presente na cidade, ao lado de muitas ONGs internacionais. Genebra é segura, confortável e cosmopolita. É também o centro da Suíça francófona.

A universidade mais conhecida de Genebra é a Universidade de Genebra.

Berna

Se há uma palavra para descrever Berna, essa é: tranquilidade. Palavra que mais exemplifica o centro histórico da cidade, com suas charmosas ruas de paralelepípedos e edifícios, alguns dos quais existem há 600 anos. A área é um Patrimônio Mundial da UNESCO. Com muitas trilhas para caminhadas nas colinas e montanhas circundantes, há muitas coisas a fazer para os alunos mais ativos.

Há também uma boa seleção de museus e galerias, incluindo o moderno Paul Klee Centre, dedicado à arte, bem como uma vida noturna respeitável.

A instituição mais conhecida de Berna é a Universidade de Berna.

Basileia

Perto das fronteiras francesa e alemã, próximo ao norte do país, Basileia é oportuna para aqueles que desejam explorar a Europa durante a sua estadia.

Basileia é conhecida por suas indústrias químicas e farmacêuticas e também como um centro cultural, particularmente musical. É o lar da Schola Cantorum Basiliensis, um centro dedicado à música desde o período medieval até o barroco.

A universidade mais bem classificada de Basel é a University of Basel, e é a universidade mais antiga do país.

Sistema universitário

O sistema universitário da Suíça é baseado em pesquisa fundamental, ciências aplicadas e artes, e formação de professores. Cada tipo de universidade cumpre um propósito específico no setor suíço de educação, pesquisa e inovação.

Universidades (UNIs)

A missão educacional das universidades suíças é oferecer programas de graduação de alto nível científico e teórico e realizar pesquisas básicas. Muitos programas de graduação são oferecidos apenas nessas universidades tradicionais, como todos os cursos de humanas, muitos cursos de ciências e alguns diplomas de engenharia. As 12 instituições da Suíça têm cerca de 150.000 alunos matriculados.

Universidades de Ciências Aplicadas e Artes (UASAs)

A competência das universidades de ciências e artes aplicadas é fornecer educação científica e profissional, conduzir pesquisas aplicadas e promover a cooperação com a prática e a indústria. Alguns programas de graduação, como arquitetura paisagística e várias ciências da saúde, estão disponíveis apenas em universidades de ciências aplicadas e artes. O mesmo acontece com cursos de música, teatro, cinema, arte e design. As 8 universidades de ciências aplicadas e artes são responsáveis ​​por cerca de 95.000 estudantes.

Universidades de Formação de Professores (UTEs)

Universidades de formação de professores oferecem treinamento orientado para a prática, como educação primária, ensino médio, educação para necessidades especiais ou educação continuada para professores. As 20 universidades de formação de professores contam cerca de 21.000 estudantes.

Aplicações e Bolsas de Estudo

Não há um procedimento de inscrição centralizado para estudantes internacionais, portanto, para estudar na Suíça, você precisará entrar em contato direto com a universidade escolhida. Você pode se inscrever on-line e os escritórios internacionais e de admissão das universidades estão disponíveis para ajudá-lo caso você tenha alguma dúvida.

Verifique também os requisitos de idioma dos cursos aos quais você está se inscrevendo, afinal este é um país com quatro línguas oficiais. Alemão, francês e inglês são os mais comuns no ensino superior.

Opções de Bolsas de Estudo

Na Suíça, os estudantes internacionais podem obter bolsas de estudo oferecidas pelo governo suíço, com base em parcerias estabelecidas com vários países. A maioria dessas bolsas é concedida a candidatos e pesquisadores de pós-graduação.

Você deve verificar se tem direito a receber uma bolsa de estudos entrando em contato com a embaixada ou consulado suíço em seu país de origem.

Outras bolsas são oferecidas por algumas das universidades suíças, onde você pode se beneficiar de bolsas que variam de 9.200 a 13.700 euros, disponíveis apenas por um ano, com a possibilidade de extensão, desde que você tenha sucesso acadêmico no final do seu primeiro semestre de estudos.

Em algumas universidades, você pode solicitar um empréstimo sem juros de até 11.000 euros por ano, o que cobre até 40% das taxas e custos de vida. Em Zurique, você também pode optar pelo fundo de solidariedade para estudantes estrangeiros - disponível para estudantes de bacharelado que completaram o primeiro semestre. O valor do fundo pode chegar a 520 euros por mês, por até dez semestres.

Regulamentos de Entrada e Visto

Para ser aceito em uma universidade na Suíça, os candidatos devem possuir um certificado de cidadania suíço reconhecido pelo estado ou outro certificado estrangeiro reconhecido como equivalente pela universidade.

Dependendo do curso, um bom conhecimento da língua de instrução também é um pré-requisito. É provável que seja inglês, alemão ou francês. Você pode ser solicitado a fazer um teste de certificação de idioma antes de ser admitido em um programa. Os candidatos devem entrar em contato com a universidade selecionada a tempo para obter mais informações.

Os candidatos deverão normalmente possuir um certificado de conclusão do ensino secundário superior que qualifique os candidatos para o ingresso na universidade (qualificação geral para ingresso no ensino superior).

Adquirir os títulos de música, teatro e artes não requer experiência de trabalho, mas será feita uma avaliação individual da aptidão artística do candidato.

Escolas particulares na Suíça têm seus próprios pré-requisitos. Não deixe de entrar em contato com a escola que você está interessado para mais detalhes.

Vistos para estudantes

Se você é de um país da União Europeia (UE) ou da Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), você não precisa de visto para estudar na Suíça.

Você será, no entanto, obrigado a se registrar no Escritório de Registro de Residentes locais para obter uma autorização de residência. Para obter isso, você precisará apresentar um formulário preenchido, passaporte, prova de matrícula na universidade, evidências de que você tem dinheiro suficiente para se sustentar, comprovante de endereço e duas fotos com tamanho de passaporte. Se você tiver que sair por qualquer motivo, terá que solicitar uma nova autorização de residência quando retornar.

O seguro de saúde é obrigatório, por isso, certifique-se de ter aderido um plano com cobertura na Suíça.

Se você é de fora da UE / EFTA, precisará solicitar um visto de longa duração para múltiplas entradas (visto D) na embaixada suíça local. Você deve esperar pelo menos três meses para o seu visto ser processado, por isso certifique-se de aplicar com tempo de sobra.

A embaixada informará especificamente o que você precisa fornecer para obter seu visto, mas é provável que seja semelhante à lista acima para obter uma autorização de residência. Você terá permissão de seis meses para encontrar um emprego na Suíça depois de concluir seu curso e poderá obter um visto de trabalho se tiver êxito.

Dentro de 14 dias da sua chegada, você deve solicitar uma autorização de residência. Veja acima o que você precisará fornecer.

Taxas de matrículas

Universidades Públicas

As universidades públicas suíças recebem um financiamento significativo que faz com que os preços pareçam mais acessíveis em comparação com os cobrados pelas universidades do Reino Unido ou dos Estados Unidos. Os estudantes que vão para a Suíça em um programa de intercâmbio não pagam nenhuma taxa extra.

Tanto nas universidades públicas como privadas, as taxas são as mesmas para estudantes da UE e de países não pertencentes à UE.

Taxas médias de matrícula:

Programas de bacharelado e mestrado: 1.600 euros por ano

Doutoramentos: 100 - 200 euros por ano.

Certas disciplinas podem ter taxas mais altas, como medicina, em que os alunos podem ser cobrados até cerca de 16.000 euros / ano.

Universidades de Friburgo, Lucerna, Neuchâtel, St. Gallen, Zurique e Lugano cobram taxas adicionais para estudantes estrangeiros.

Universidades Particulares

As universidades privadas geralmente têm mensalidades mais altas que variam de 1.500 a 16.000 euros por ano.

Os doutorados são muito populares na Suíça, não só devido ao trabalho de pesquisa mundialmente famoso e reconhecido pelas instituições de maior prestígio, mas também porque os candidatos que buscam um PhD na Suíça também são considerados funcionários, sendo pagos pelo seu trabalho.

Custo de vida

Os custos de moradia em toda a Suíça são caros, e administrar suas despesas mensais sem fazer concessões pode ser um grande desafio na Suíça.

Você deve planejar um orçamento médio entre 1.300 e 1.800 EUR / mês para pagar por: moradia, alimentação, transporte, mensalidades, suprimentos e algumas atividades de lazer. No entanto, Genebra e Zurique são as cidades mais caras que exigem um orçamento superior a 1.700 euros / mês.

Aqui está o quanto você gastará, em média, nessas cidades suíças:

Genebra - cerca de 1.650-2.500 EUR / mês

Zurique - entre 1.650 e 2.200 EUR / mês

Berna - cerca de 1.600 EUR / mês

Basileia - entre 1.400 e 2.000 EUR / mês

Verifique este site para ver os preços detalhados de vida na Suíça.

Trabalho

Os estudantes estrangeiros podem trabalhar no máximo 15 horas durante os estudos e até 100% durante os intervalos do semestre. Isso deve ser relatado em todos os casos para as autoridades de imigração responsáveis. Alunos de fora da região da UE / EFTA só podem começar a trabalhar seis meses após o início de seus estudos. Nestes casos, o empregador deve apresentar um pedido correspondente de contratação para assegurar que uma verificação de emprego possa ser realizada. Depois disso, as autoridades de imigração podem emitir uma permissão de trabalho.

Acomodação

As tarifas de acomodação na Suíça estão acima da média europeia típica de 300 EUR / mês, com a média de qualquer opção de alojamento sendo cerca de 600 EUR / mês. Do total de despesas mensais para um estudante típico, isto significa que 33% do orçamento é gasto em alojamento, 7% em transporte e cerca de 8% em mensalidades.

As escolhas de moradia mais comuns entre os estudantes internacionais na Suíça são as residências estudantis e o aluguel / compartilhamento de um apartamento. Cerca de 68% dos estudantes estão muito satisfeitos com o alojamento na Suíça, uma percentagem superior à média europeia.

Próximos passos

Estudar na Suíça é um esforço que vale a pena. Como sempre, há desafios a serem enfrentados, mas como qualquer experiência de estudo no exterior, as recompensas são inúmeras. Visite os sites das universidades que mais lhe interessam e entre em contato para obter mais informações sobre o estudo na Suíça.