Estudar Inglês em Sydney, onde “sempre tem atividades acontecendo”

Se trabalhar na Austrália faz parte dos seus objetivos, aprender inglês com nativos e um bom resultado no IELTS são essenciais para o atingir. A Mariana está fazendo o seu segundo curso de inglês em Sydney, preparando-se para a sua prova de inglês, a qual lhe irá permitir ser aceite em uma empresa australiana. Saiba o que mais ela tem para contar e inspire-se nessa experiência!

 

A Mariana está atualmente fazendo um curso de Preparação para a Prova de Inglês IELTS (ITP) no Instituto de Idiomas da UNSW, onde ela também já estou Inglês Geral. Ela está interessada em trabalhar como Audiologista e, para isso, a Mariana precisa alcançar uma determinada pontuação no IELTS para poder trabalhar na Austrália.

A Mariana chegou em Sydney em março do ano passado, mas ela já tinha estudado inglês no Brasil quando era mais nova e isso se reflete na sua fluência no idioma.

Apesar de já ter um bom nível de inglês antes, ela não deixa de realçar o quanto ela tem aprendido nas aulas de ITP e de Inglês Geral.

"O Exame Cambridge é muito complicado, especialmente a componente de aprendizado. O ITP tem facilitado a minha compreesão auditiva do inglês, enquanto o curso de Inglês Geral me tornou mais relaxada e confiante falando inglês".

Imagem acima: A Mariana está feliz com o nível de inglês que já conseguiu alcançar em Sydney.

Um aspeto que também tem ajudado a Mariana é o fato de ela ter que falar inglês diariamente:

"Eu gosto de interagir com os outros estudantes; metade é da américa do sul, tem dois europeus e outros de vários países asiáticos. Eu tenho aprendido bastante sobre os meus colegas e suas culturas e acabamos encontrando muita coisa em comum. Eu estou criando muitos contatos e tenho certeza de que continuaremos mantendo em contato".

Quando perguntamos para a Mariana se ela acha difícil a variedade de pronúncias no grupo, ela responde:

"Eu tenho aprendido a compreender a mistura de sotaques do inglês. Eu não sei se é de propósito mas nós temos professores de inglês de diferentes países onde o inglês é língua oficial. Eu tenho professores da Inglaterra, da África do Sul, de Cingapura e da Escócia. Pessoalmente, eu acho o inglês americano mais fácil, mas essa diversidade tem me ajudado a entender as diferentes pronúncias que, em uma situação de teste, seriam de difícil compreensão".

A Mariana também parece estar gostando da localização do Instituto de Idiomas onde estuda:

"Eu gosto do ambiente, as salas de aula ficam próximas a outras estruturas do campus, como a piscina, e sempre tem várias atividades acontecendo".

Em termos de aulas, a perspectiva da Mariana é típica de qualquer estudante do Instituto de Idiomas da UNSW:

"Os professores são bons e eu gosto da forma como as aulas funcionam. Aqui temos testes formais, tarefas e uma boa estrutura de aula, mas não é estressante. Para além disso, nós ainda acabamos aprendendo bastante sobre a Austrália ao mesmo tempo".

 

 Fonte: Instituto de Idiomas da UNSW